Somos alunos da Universidade Lusófona de Cabo Verde em São Vicente e criamos este blog por ocasião das Oficinas Sapo.Pretendemos levar a luz do dia os nossos problemas como estudantes, a nossa esperiência como Universitários, e muito mais....
07 de Fevereiro de 2010

Mayra Andrade é uma cantora cabo-verdiana reconhecida como uma das mais promissoras da música deste país.

 

Nasceu em Cuba no ano de 1985, cresceu entre Senegal, Angola, Alemanha e ainda Cabo Verde, mas vive em Paris desde 2003, onde em Janeiro de 2004 se apresentou num dos mais consagrados bares de lançamento de artistas do Word Music.

 

As primeiras canções que ouve são brasileiras, mas é com uma canção em crioulo que ganha a medalha de ouro nos Jogos da Francofonia, no Canadá, com apenas dezasseis anos. A partir de 2002 inicia apresentações na Praia (Cabo Verde) e no Mindelo, e logo depois em Lisboa, e finalmente em França, onde passa a habitar. Após participar nos festivais de Verão portugueses, faz a primeira parte de um espectáculo de Cesária Évora e, no Brasil, colabora em duetos com Lenine e Chico Buarque. Em 2005, Charles Aznavour convida-a para o seu novo álbum, num dueto em francês.

 

Em 2008 repete o feito de Mariza, ao vencer o prémio BBC Rádio 3 World Music na categoria Revelação. Já colaborou, entre outros, com Cesária Évora, Chico Buarque, Caetano Veloso, Charles Aznavour, Mariza e João Pedro Ruela.

 

No seu primeiro álbum intitulado “Navega” podemos encontrar uma colectânea de canções que são fundamentadas na música tradicional da sua terra natal, alimentadas por diferentes estilos musicais e cores.

 

Depois, no segundo álbum “Stória, Stória…” conta muitas histórias sobre a vida do dia-a-dia, a vida em geral, e de amor.

 

Segundo Mayra a sua música constitui “ um cruzamento musical, um estilo ‘ilegítimo’…Em Cabo Verde, as pessoas são naturalmente mestiças…Se olharmos bem para a música cabo-verdiana vemos uma forte ligação com a música brasileira…Mas não acho que este álbum “Stória, Stória…” é mais brasileira que o primeiro…” (Www.mayra-andrade.com) defende a cantora que diz ter ouvido muitas músicas brasileiras quando pequena.

 

Mayra procura criar as suas próprias sonoridades incluindo sempre e de forma abrangente os vários estilos musicais do país, “ mais do que uma cantora de Cabo Verde sou, acima de tudo, uma cantora. A música sempre fez parte de mim. Se me apetecer misturar músicas cabo-verdianas, com outros sons e influências, acredito que posso fazê-lo.” (Www.mayra-andrade.com)

 

Uma cantora que tem tudo e que dá tudo no palco para impressionar-nos e seduzir-nos com a sua linda e rara voz.

 

E, de facto é de jovens como ela que o nosso país precisa. É isso que admira ao ATA nessa cantora: a vontade de fazer melhor e o poder mostrar que pode fazer melhor.

 

A Mayra Andrade é sem dúvida um exemplo que os ATA querem seguir.

 

Fonte: Www.mayra-andrade.com

            www.wikipedia.org

publicado por ATA às 22:55
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2010
2009
Posts mais comentados
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
últ. comentários
Participa nos desafios SAPO e ganhe prémios! Mais ...
Acho que partilhar a vossa experiência como univer...
blogs SAPO